Proteção de dados

Você é leitor de jornais e revistas? Conheça seus direitos sobre os dados pessoais

Empresas de mídia e veículos jornalísticos também devem estar em conformidade com a LGPD


Se manter informado por meio de fontes confiáveis, que produzem materiais de qualidade, é fundamental em uma democracia. Em uma era de tantas fake news e conteúdo raso, muitas vezes vale a pena assinar um bom jornal ou revista, ou mesmo apenas acompanhar os portais indo além das redes sociais.

 

Todo leitor e consumidor dessas empresas de mídia e jornalismo deve saber, entretanto, que existe a coleta de dados pessoais por meio dos sites jornalísticos. É com essas informações que os jornais, revistas e portais conseguem atrair anunciantes que tenham a ver com a sua audiência e tornar a empresa rentável.

 

Saiba mais sobre como ocorre essa coleta de dados e como essas informações são tratadas pelas empresas jornalísticas:

 

Que tipo de dados são coletados dos leitores?

 

Existem vários níveis de envolvimento do leitor (a) com a empresa que produz conteúdo.

 

  • A pessoa pode ser um visitante do site, que lê de forma anônima;
  • Pode ser alguém que tenha um cadastro gratuito para poder ler mais matérias;
  • Ou alguém que de fato pague uma assinatura e tenha uma relação maior com o veículo.

 

Quando o usuário não tem um cadastro, ele deve aceitar ou rejeitar que o portal de notícias utilize os cookies. Essa ferramenta capta informações, como o comportamento da pessoa dentro do portal, respostas a formulários, histórico, etc.

 

Já se a pessoa é cadastrada ou mesmo assinante, o veículo tem informações como dados pessoais, dados de contato, de cobrança, endereço, CPF, entre outros. Em todos os casos, o cuidado com essas informações de leitores é imprescindível.

 

Por mais que os dados sejam essenciais para a continuidade dos negócios de comunicação, vazamentos, envio indevido de e-mails e SMS, além do uso excessivo de informações para envio de publicidade podem gerar resultados negativos.

 

Quais são os seus direitos com a LGPD

 

Primeiro, é preciso entender que os dados são uns dos principais ativos das empresas de mídia, então elas irão coletar conforme for interessante para a empresa sobreviver. Porém, cada pessoa é dona de seus próprios dados e pode decidir o que é feito com eles.

 

Se você é um leitor de jornais e revistas digitais, procure pelas Políticas de Privacidade dentro dos sites e se mantenha informado sobre como é feita a coleta e o tratamento das informações dos visitantes.

 

Já se você tem um cadastro ativo com esses veículos, saiba que você pode decidir se vai receber ou não e-mails e SMS, e o processo de descadastro deve ser simplificado. Quando você deixa de ser um assinante, por exemplo, também pode pedir a exclusão de seus dados do banco da empresa.

 

Na hora de navegar pelo site ou portal, você pode rejeitar o uso de cookies, ou aceitar somente alguns, para que a página não colete tantas informações sobre a sua navegação. Se você estiver utilizando o Google Chrome, no ícone que está do lado esquerdo do endereço do site, você consegue visualizar os cookies ativos e seus nomes, para saber que dados estão sendo captados.

 

Também produzo conteúdo, e agora?

 

Se você não é uma grande empresa de mídia, mas tem o seu próprio portal, sua newsletter ou outro tipo de conteúdo, esteja ciente de seus deveres com a LGPD. Dê a opção de seus usuários tirarem os dados de seu banco, de optarem por receberem somente o conteúdo que lhes interessa e seja transparente sobre o uso de informações.

 

A Lei Geral de Proteção de Dados se aplica a todos os tipos de negócio e, se você tem dados pessoais de usuários e clientes em sua base, precisa estar a par da lei para evitar penalidades.

 

Em resumo, obtenha o consentimento de seus leitores, seja para enviar e-mails informativos ou ativar o uso de cookies em seu site. Isso pode significar um trabalho a mais agora, mas isso coloca o seu projeto ou empresa como aliado dos clientes e de uma sociedade mais transparente quando o assunto é a privacidade.

 

Evite o uso indevido de dados pessoais, mantenha a sua empresa segura de vazamentos e, no papel de consumidor de conteúdo, conheça os seus direitos sobre suas informações e o que as empresas devem estar fazendo com a nova lei em vigor.

Comments